Cuiabá - MT, 03/12/2021 às 22:58 hs

Atualidade

São Frei Galvão, ‘Homem de paz e caridade’

*José Expedito

A Igreja celebra, em 25 de outubro, a Festa de Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, que na devoção popular é conhecido como “São Frei Galvão”. Desde a sua canonização em 11 de maio de 2007, pelo então Papa Bento XVI, é tradição em Guaratinguetá (SP), terra natal do primeiro santo brasileiro, a Novena, de 16  a 24 de outubro, em preparação para a Festa, no Santuário dedicado ao santo.

Como fiel, cidadão de Guaratinguetá e jornalista, acompanho e participo dessa devoção cheia histórias de fé, de vidas transformadas pelas virtudes que lhe deram a fama de santidade. Durante o processo de canonização de Frei Galvão, Irmã Célia Cadorin, postuladora da sua causa, ressaltou como exemplo, dentre os documentos anexados, uma ata contemporânea ao Santo, da Câmara de São Paulo, que diz: "Este homem é preciosíssimo a toda esta cidade e vila da Capitania de São Paulo. É um homem religioso e de prudente conselho. Todos acodem a fazer-lhe pedidos. É um homem de paz e caridade".

Além dos muitos milagres a ele atribuídos através das pílulas de papel arroz com uma breve oração a Nossa Senhora, Frei Galvão é lembrado como um santo missionário franciscano, um santo para os nossos dias, que nos inspira a uma vida plena de virtudes e espiritualidade.

O primeiro santo brasileiro, na sua vida sacerdotal e missionária, abriu-se inteiramente ao Espírito Santo, para que pudesse amar e servir às pessoas mais necessitadas, enfermas, e especialmente, às mães em dificuldades no trabalho de parto.

Ele não colocou reservas nem barreiras para a ação do Espírito em sua vida. Encarnou com muito ardor a mensagem que Francisco de Assis deixou aos seus seguidores: “Preguem o Evangelho sempre… Se for necessário, usem as palavras”.

Neste ano, a festa dedicada ao santo tem uma motivação muito especial: será a primeira sob a administração e coordenação pastoral dos frades da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, com sede em São Paulo (SP). As festividades marcam também o início das obras do novo templo, com sistema viário pavimentado e a implantação do Parque Ambiental “Laudato Sì” – uma área de 20 mil metros quadrados de reflorestamento, onde foram plantadas milhares de mudas de árvores de espécies da Mata Atlântica.

Com o tema: “Frei Galvão e a Espiritualidade Franciscana, as raízes da vida do primeiro santo brasileiro”, os fiéis estão sendo convidados a revisitar essa espiritualidade que impulsionou Frei Galvão na vivência do Evangelho, conforme seu pai fundador São Francisco de Assis, Patrono da Ecologia.

Concluo com a oração a Frei Galvão, tradicionalmente, rezada no final de cada dia da novena:
“São Frei Galvão, Deus fez em ti maravilhas e através de ti anunciou o Evangelho do amor, do acolhimento e da misericórdia para com os mais fracos e sofredores. Com o coração agradecido por tão grande Dom à nação brasileira, nós te pedimos: intercede por nós junto a Deus para que possamos vivenciar na comunidade eclesial, os valores evangélicos que de modo tão heróico viveste. Dá-nos a coragem e perseverança na fé e abertura ao Espírito Santo Deus, para que possamos ser sal da terra e luz do mundo. Amém!” *José Expedito da Silva é jornalista e apresentador do Jornal Café da Manhã, pela Rádio Canção Nova.

Fonte:

Gostou? então compartilha ai!